terça-feira, 27 de maio de 2014

O dia em que Felipão deixou a Granja Comary

A terça-feira (27) amanheceu diferente na Granja Comary. Felipão, o grande pilar da seleção brasileira, o líder, o treinador da seleção brasileira que tentará o hexacampeonato, não estava na concentração. Às pressas, Scolari precisou deixar o centro de treinamento ainda durante a noite, com destino ao Rio de Janeiro e, posteriormente, a Porto Alegre.

Todos os jornalistas presentes no local ficaram assustados: o que teria acontecido? Será que isso abalaria o grupo? Mais tarde, surgira a confirmação de que o cunhado de Luiz Felipe havia morrido.

Uma tristeza familiar dessa maneira, em uma altura de preparação aonde o clima deveria ser o melhor possível, realmente chateia, porém, cabe ao grupo levantar a moral do treinador que, em tantos momentos, fez isso com cada um dos atletas que já passaram pela seleção.

Enquanto isso, sob o comando da comissão técnica, os jogadores terminavam os exames médicos e testes físicos. Os atletas de linha se exercitavam na academia, enquanto o trio de goleiros ia a campo com o preparador Carlos Pracidelli.

Na entrevista coletiva da tarde, foram justamente Julio Cesar, Jefferson e Victor que conversaram com os jornalistas. O provável titular da posição chamou a atenção por respostas bastante francas. Julio admitiu que poderia ter ajudado mais o Toronto, clube canadense que disputa o campeonato norte-americano, porém, tranquilizou ao garantir que chega ao Mundial em boa forma para ajudar na conquista do título. Os goleiros de Botafogo e Atlético-MG, que devem ficar no banco, também tiveram a humildade em reconhecer a vantagem do companheiro para a vaga. A dupla também foi clara ao oferecer a ajuda necessária.

Com o grupo completo, já que Marcelo chegou ainda pela manhã a Teresópolis, o Brasil vai a campo em dois turnos nesta quarta-feira (28). A expectativa é que Felipão já tenha retornado e comande as atividades.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Os bastidores do primeiro dia da seleção brasileira em Teresópolis

Foto: Ralph Guichard
A seleção brasileira de futebol finalmente está reunida para a preparação rumo ao hexacampeonato. Aliás, quase toda reunida. Ainda falta o lateral-esquerdo Marcelo, que se apresenta nesta terça-feira (27). Os 22 jogadores chegaram a Teresópolis, na Região Serrana do Rio, durante a tarde desta segunda-feira (26) e já se instalaram no centro de treinamento da Granja Comary.

Se o clima foi pesado no Rio de Janeiro, com uma manifestação de cerca de 200 professores, em Teresópolis a situação é completamente diferente. Poucas pessoas gritavam na porta do CT contra a Copa do Mundo, porém, a maior parte da população local está animada com a presença dos atletas que lutarão pelo título.

De acordo com a CBF, cerca de 1.500 jornalistas estão credenciados para a cobertura da seleção. Para isso, foram montadas duas grandes tendas próximas ao campo com toda a estrutura necessária. No ambiente, é possível, nos momentos de descanso, aproveitar os benefícios dos patrocinadores. Nos estandes, é possível cortar o cabelo e fazer a barba, jogar videogame e até mesmo lavar e secar roupa. Em momentos de Copa do Mundo, aonde praticamente moramos na concentração, essas regalias caem como uma luva.

O campo ainda não foi utilizado. Os jogadores realizaram apenas exames médicos. Na entrevista coletiva, participaram o auxiliar-técnico Murtosa e o coordenador Carlos Alberto Parreira. Ambos ressaltaram o clima positivo que vive a seleção brasileira e a confiança no hexacampeonato.

No início da noite, a chuva resolveu dar as boas-vindas. Um verdadeiro temporal, acompanhado de um vendaval e muitos raios, caiu sobre a cidade. Em pouco tempo, algumas ruas chegaram a ficar cheias de bolsões d'água, porém, cerca de duas horas depois, a chuva parou.

Os trabalhos recomeçam nesta terça-feira (27). Os jogadores continuarão fazendo exames médicos e testes físico. Treino no campo só na quarta-feira (28).

As primeiras impressões sobre Teresópolis, a casa da seleção brasileira

Primeiras impressões sobre Teresópolis, a casa da seleção brasileira na Copa, são modestas

Após a convocação dos 23 jogadores, o país passa a viver mais de perto a Copa do Mundo. Nesta segunda-feira (26), os jogadores chegam à Granja Comary para o período de treinamentos. Melhor para a cidade de Teresópolis, na Região Serrana do Rio, que passa a ser a casa da seleção brasileira.

Cheguei a Teresópolis nesse domingo (25), no mesmo dia em que Felipão, Parreira e os demais integrantes da comissão técnica subiram a Serra. As primeiras impressões sobre a cidade foram modestas. Em um fim de semana, o comércio estava praticamente todo fechado, com poucos restaurantes, farmácias e lojas em funcionamento.

Vale ressaltar que o município vive uma crise política. Desde a tragédia de 2011, quando uma forte chuva destruiu diversos bairros, três prefeitos já passaram pelo cargo. O primeiro, Jorge Mario, sofreu um impeachment por denúncias de desvio de dinheiro público no episódio do repasse do aluguel social a desabrigados. Depois, assumiu Dr. Robertão, como era conhecido, que acabou morrendo durante o mandato. Por fim, o até então presidente da Câmara de Vereadores, Arlei Rosa, herdou a cadeira, sendo reeleito mais tarde.

Mas o atual prefeito não tem a carreira fácil na cidade. Ele é réu de um novo processo de impeachment por uso de verbas públicas em benefício próprio. O processo aguarda uma decisão do juiz Rafael Carneiro.

Além disso, o setor turístico, que poderia ser bastante aproveitado com a chegada da seleção, até o momento, não demonstra otimismo. Os poucos turistas que chegaram, até o momento, não viram atrativo algum especial. Os enfeites são modestos, resumidos a banners com caricaturas de jogadores e ex-atletas. Uma enorme réplica da taça, posicionada na principal avenida da cidade, foi destruída pelo fogo. As causas ainda são incertas. O Corpo de Bombeiros chegou a alegar que houve um curto-circuito. O prefeito, entretanto, afirmou que aconteceu um ato criminoso. O local da "taça", uma semana depois, permanece vazio.

A seleção brasileira fica na Granja Comary até o dia 1º de junho, quando viaja para Goiânia, palco do amistoso com o Panamá. Depois, retorna para Teresópolis. Até lá, fica a expectativa para saber como ficará a cidade, até então modesta na recepção.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Quem serão os 23 escolhidos de Felipão para a Copa?

Está chegando a hora! Nesta quarta-feira (7), às 11h30, o técnico Luiz Felipe Scolari anunciará os 23 jogadores que representarão o Brasil na tão sonhada Copa do Mundo em casa. Após as observações ao longo do período em que Felipão assumiu a equipe, já é possível presumir que 17 nomes já estão garantidos. Restariam, assim, apenas cinco dúvidas. Mesmo assim, dificilmente, teremos alguma surpresa.

A tendência é que Scolari considere Ramires como meia pela direita, chamando Hernanes e Fernandinho nas vagas restantes dos volantes. Já caso o considere um segundo volante, provavelmente, teremos alguma novidade na posição de meia-atacante. Levaria uma jovem revelação, como Phillipe Coutinho, assim como fez com Kaká em 2002? Acho difícil, uma vez que o atleta sequer foi testado.

Segue os meus palpites:

GOLEIROS: Julio Cesar (Toronto), Jefferson (Botafogo)
Vaga restante: Victor (Atlético-MG) ou Diego Cavalieri (Fluminense)
Palpite: Victor

LATERAIS: Daniel Alves (Barcelona), Marcelo (Real Madrid)
Vagas restantes: Filipe Luís (Atlético de Madrid) ou Maxwell (PSG); Maicon (Roma) ou Rafinha (Bayern)
Palpites: Filipe Luís e Rafinha

ZAGUEIROS: Thiago Silva (PSG), David Luiz (Chelsea), Dante (Bayern)
Vaga restante: Henrique (Napoli), Miranda (Atlético de Madri), Réver (Atlético-MG) ou Dedé (Cruzeiro)
Palpite: Henrique

VOLANTES: Luiz Gustavo (Wolfsburg), Paulinho (Tottenham) e Ramires (Chelsea)
Vaga restante: Fernandinho (Manchester City), Lucas Leiva (Liverpool) ou Hernanes (Lazio)
Palpite: Fernandinho e Lucas Leiva ou até os três.

MEIAS E ATACANTES: Hulk (Zenit), Neymar (Barcelona), Bernard (Shakhtar), Oscar (Chelsea), Willian (Chelsea), Jô (Atlético-MG) e Fred (Fluminense)
Vaga restante: Robinho (Milan), Phillipe Coutinho (Liverpool), Lucas (PSG) ou nenhum.
OBS: Neste caso, poderia optar por mais um volante, Hernanes, com Ramires sendo considerado meia.
Palpite: Ou vai convocar mais um volante, Hernanes, ou teremos alguma surpresa nessa posição.

E você, acha que Felipão vai chamar quem para a busca do hexa?