quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Javier Barden rouba a cena em novo filme de James Bond


poster 007 - operação skyfall
É bem verdade que os velhos tempos de Sean Connerym e Roger Moore no papel de James Bond não voltam mais. Mesmo assim, Daniel Craig vinha interpretando com maestria o protagonista mais famoso da saga de ação mundial. Desta vez, entretanto, o ator não conseguiu impulsionar "007 - Operação Skyfall" ao mesmo sucesso dos antecessores.

Na trama, Bond é o principal agente de uma missão que visa recuperar um HD roubado, contendo dados secretos de policiais infiltrados. Logo no início, a "bondgirl" Eve (Naomi Harris), acaba atingindo o parceiro acidentalmente, fazendo com que ele acabe sendo declarado morto. Enquanto isso, acontece um ataque ao QG do MI6, obrigando M (Judi Dench) a mudar a sede do grupo. Ao ver que Londres está em perigo, 007 retorna para ajudar a salvar a cidade.

Embora a sequência de filmes seja marcada por muita ação, a Operação Skyfall passa por certos momentos de monotonia. O longa começa quente, esfria e melhora apenas na parte final, com o desdobrar dos acontecimentos.

Vale ressaltar, ainda, a brilhante atuação de Javier Bardem. Na pele do vilão Silva, o artista consegue dar toques de humor e leveza ao personagem, que é certamente um dos pontos altos da obra. A sempre brilhante Judi Dench, que se despede da saga, também vai deixar saudades, fazendo com que os fãs fiquem consolados apenas pela chegada do competente Ralph Fiennes, que agora é Gareth Mallory.

Em síntese, os "bondmaníacos" devem ir aos cinemas de todo o país tirar as próprias conclusões. Em comparação com outros filmes do gênero, "007 - Operação Skyfall" acaba sendo uma boa opção de entretenimento. Com o grau de exigência elevado, todavia, alguns espectadores podem deixar as salas de projeção com aquele gostinho de "esperava mais".

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Eleições 2012: Haddad venceu ou os adversários que perderam em São Paulo?

Divulgação
O fim do segundo turno na cidade de São Paulo marcou a consagração de Fernando Haddad, que coloca o PT no comando da maior capital do país após oito anos. Por outro lado, fica no ar a figura de linguagem: o petista venceu o pleito ou foram os principais rivais que perderam?

Com um início pífio nas pesquisas, reflexo do desempenho abaixo da média como ministro da Educação - teve sérios problemas ao organizar o ENEM -, Haddad foi conquistando os votos dos admiradores de Lula e Dilma, que se envolveram na campanha ao ver que o partido sairia perdendo de lavada. Mesmo com a importante ajuda, ele não chegaria a lugar nenhum se não fosse o fracasso das campanhas de Celso Russomano e José Serra.

Líder absoluto nas pesquisas, Russomano viu a casa cair ao colocar a religião no meio da corrida eleitoral. Com o apoio dos evangélicos, acabou ganhando uma imensa rejeição de outros setores da população na reta final de campanha. Como resultado, acabou fora do segundo turno. Enquanto isso, José Serra, do PSDB, amarga o pior momento da carreira. O ex-ministro da Saúde vê o prestígio diminuir, na medida em que coleciona importantes derrotas para adversários com um passado político muito menor.

Em tese, sem querer minimizar a conquista de Fernando Haddad, a eleição municipal de São Paulo foi muito mais perdida pelos adversários do que vencida pelo petista. O partido, que não tem nada com isso, vai colher os frutos pelos próximos quatro anos.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Vasco já está de férias no Brasileirão

Foto: Marcelo Sadio/CRVG

O Vasco não tem mais nada a fazer no Campeonato Brasileiro. Os deslizes da diretoria, as fracas comissões técnicas e os jogadores com níveis aquém das expectativas para um clube de primeira divisão conseguiram atribuir à equipe o prêmio "descendo a ladeira" de 2012.

Com partidas frágeis, repletas de erros primários e substituições equivocadas, o Vasco foi da liderança para o quinto lugar. E a tendência é cair ainda mais. A cinco pontos do São Paulo, só um milagre coloca o clube na Libertadores em 2013.

Se ainda deseja ver um ano novo vitorioso, a diretoria deveria começar já o planejamento para uma reformulação completa. Com todo respeito ao Marcelo Oliveira, mas a experiência ainda não justifica o cargo de técnico do poderoso Vasco da Gama. Com exceção do Coritiba - deixou o time com dois vice-campeonatos da Copa do Brasil, é verdade, mas só -, o profissional não conseguiu permanecer em um clube adulto por mais de um ano - nem mesmo nos chamados pequenos.

Aproveite bem as férias, Vasco! Que em 2013, a torcida possa ver um time bem mais competitivo.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Ronaldinho Gaúcho é o craque da 32ª rodada do Brasileirão


Depois de uma saída conturbada e atuações abaixo da média no Flamengo, o meia-atacante deu a volta por cima no Atlético-MG. Com uma atuação de gala, ele comandou a vitória vital do Galo por 3 a 2, de virada, contra o Fluminense.

O craque da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro é:

R49
Ronaldinho Gaúcho, do Atlético-MG

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Jovem atacante do Botafogo é o craque da 31ª rodada do Brasileirão

Com dois gols e uma excelente exibição, o jovem atacante do Botafogo calou os torcedores do Vasco e decidiu o clássico, praticamente afundando as chances do rival em uma vaga na Libertadores de 2013.

O craque da 31ª rodada do Brasileirão é:

Bruno Mendes, do Botafogo

Vasco acaba com a temporada 2013 em poucos minutos

Vasco x Botafogo
Agif
Em poucas vezes o torcedor do Vasco viu o time perder três pontos de forma tão lamentável. A vitória contra o Botafogo, no clássico desta quinta-feira (18), estava praticamente garantida, uma vez que a equipe rival se encontrava completamente desorganizada na defesa, deixando uma avenida para o Gigante da Colina atacar. Com alterações erradas e apatia, o time de São Januário acabou tomando uma virada em poucos minutos e praticamente dando adeus à vaga para a Libertadores em 2013.

Apesar do sucesso de 2011, com o título da Copa do Brasil e o vice-campeonato do Brasileirão, os dirigentes fizeram de tudo para perder prestígio no ano seguinte. Após as já comentadas vendas inoportunas de Fagner, Diego Souza, Allan e companhia, os manda-chuvas fizeram questão de manter no cargo por diversas rodadas um treinador que já deixava clara a inexperiência e falta de habilidade nas modificações no decorrer das partidas. Depois de demitir Cristóvão, contratou um técnico sem prestígio e capacidade comprovada em outros grandes clubes. Ao longo de toda a carreira, Marcelo Oliveira não conseguiu ficar mais de um ano em uma equipe adulta. A exceção foi o Coritiba, aonde acabou perdendo duas copas do Brasil seguidas na final e largando o clube à beira do rebaixamento no Brasileirão.

É bem verdade que, matematicamente, ainda existem chances. Na prática, entretanto, o São Paulo vai se distanciando no G-4 - que ainda pode até virar G-3.

Pobre, Vasco. Que em 2013 haja uma reformulação completa - nos dirigentes, no comando tático e no elenco.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Jogador do Atlético-MG é o craque da 30ª rodada do Brasileirão


Se o Galo está cada vez mais distante do título do Campeonato Brasileiro de 2013, um dos jogadores está feliz da vida. Com uma atuação de gala contra o Sport, no domingo (14), o atleta saiu do banco para marcar os dois gols da vitória e decidir o confronto.

O craque da 30ª rodada do Brasileirão é:

Leonardo, do Atlético-MG

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O suplício da arbitragem brasileira

Divulgação
Não é só o futebol brasileiro que passa por um momento de crise. Junto com ele, a arbitragem do país amarga um período ainda mais conturbado, com total falta de credibilidade e uma taxa baixíssima de renovação com qualidade no quadro.

Recentemente, o presidente da CBF, José Maria Marin, trocou o presidente da comissão de arbitragem, indignado com a coordenação do antigo dirigente. A entrada de Aristeu Leonardo Tavares, antigo bandeirinha, entretanto, ainda não fez resultado.

Embora o Fluminense tenha totais condições de garantir o título do Campeonato Brasileiro com antecedência, e com totais méritos, é fato que a arbitragem deu uma boa força, o que, infelizmente, tira o foco do bom futebol tricolor, que possui o melhor elenco do Brasil. Na rodada desse final de semana, mais uma vez, o clube foi ajudado com lances irregulares e omissão do árbitro em outros. O vice-líder Atlético-MG, que em outras oportunidades já havia sido prejudicado, também acabou com sorte desta vez, contra o Sport.

Infelizmente, ao contrário da seleção brasileira, que às vezes consegue resultado com uma simples troca de treinador, a arbitragem está longe de melhorar por aqui. Aos torcedores, só resta a paciência.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Precisava desfalcar o Brasileirão para jogar contra o Iraque?

Oscar na seleção
Mowa Press

Para o que exatamente serviu o amistoso da seleção brasileira contra o Iraque, na tarde desta quinta-feira (11)? Apenas para prejudicar Atlético-MG, Fluminense, Vasco, Grêmio, Santos, São Paulo, Botafogo, Internacional e Corinthians no Campeonato Brasileiro. A fragilidade da seleção asiática faz com que o jogo não sirva para absolutamente nada na preparação para a Copa do Mundo.

Tudo bem que a CBF diz encontrar dificuldades para achar oponentes de peso, uma vez que as equipes de ponta estão comprometidas com as eliminatórias. Por outro lado, China e Iraque só ajudam a aliviar a pressão sobre o emprego de Mano Menezes. Há, ainda, os mais exagerados que afirmam que os plantéis asiáticos teriam dificuldades até mesmo para disputar a Série C do Brasileirão.

Apesar de ser difícil traçar qualquer análise contra uma equipe de nível fraco - com todo respeito ao trabalho de Zico, que não tem culpa - pode-se afirmar que a reestreia de Kaká foi positiva. Basta saber como ele se comportará quando realmente a equipe precisar dele, contra adversários de peso. Quem esteve muito bem foi Oscar, que já se firma como o principal meia do Brasil.

E que venha o Japão. Enquanto isso, os times brasileiros sofrem com as ausências dos principais craques, quando mais precisavam deles. Quem paga a conta quando algum deles ficar fora da zona de classificação para a Libertadores?

Só os matemáticos derrubam o Fluminense

Flu campeão
Divulgação
Nem mesmo o mais pessimista tricolor acredita que o Fluminense vá perder o título do Campeonato Brasileiro de 2012. Com nove pontos de vantagem para o segundo colocado, faltando nove rodadas para o fim, só os matemáticos, com aquelas contas cada vez mais doidas, conseguem tirar o primeiro lugar do time - ou não.

É bem verdade que o desempenho do Flu não é bem o que reflete a tabela. Em muitos jogos, o clube esteve mal e contou com a sorte ou com a ajuda da arbitragem para levar os pontos. Por outro lado, o destino só ajuda a quem merece. O excelente elenco tricolor fez com que os desfalques não fossem sentidos, ao longo de um torneio tão grande como o Brasileirão.

Por último, o Fluzão deve agradecer um pequeno empurrão do técnico da seleção brasileira, Mano Menezes. Além de não convocar o astro Fred em nenhuma partida, ainda fez o favor de tirar Thiago Neves, em um momento ruim do jogador. Isso sem contar os desfalques significativos de Atlético-MG, Grêmio e Vasco, chamados pelo treinador do Brasil para ficar no banco de "clássicos" como o Iraque e o Japão.

Falta muito pouco, torcida tricolor. Em algumas rodadas, e com antecedência, o Fluminense será declarado o campeão nacional de 2012.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

PMDB já tem força para eleger o novo presidente da República?

Paes foi reeleito no primeiro turno - divulgação
Sei que ainda faltam dois anos para as eleições presidenciais. Também sei que, na política, os panoramos mudam muito rapidamente. Por outro lado, levando em conta as últimas três eleições - municipais, estaduais e federais -, o PMDB já demonstra maturidade política e força para eleger o representante da maior esfera de Governo do Brasil. Será que isso ocorrerá em breve?

Mesmo estando na base aliada, compondo atualmente a vice-presidência, o partido demonstra uma superioridade em relação aos adversários em importantes capitais do país. No Rio de Janeiro, por exemplo, além de já ter o governador por dois mandatos seguidos, acabou de reeleger o prefeito, e com larga vantagem. Também deu um baile no número de representantes na Câmara. E o estado fluminense é apenas um exemplo, que vai em direção a outras importantes praças.

Pela situação atual, dificilmente o partido irá romper com o PT para 2014. Por outro lado, já amadurece na cabeça de integrantes do PMDB a ideia de ter candidato próprio em 2018.

Pelo andar da carruagem, não vai demorar muito para termos um presidente da República do PMDB.

OBS: O texto em questão é uma análise política, levando em conta dados e os resultados das últimas eleições. O autor não possui qualquer ligação com partidos políticos e nem com candidatos, ilustrando apenas um pensamento jornalístico.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Como trocar a resistência

Material necessário:
- chave-de-fenda
- alicate de bico ou universal
- escova de dentes (velha) para limpeza
- conector de fios
- fita veda-rosca

1. Antes de checar se a resistência do chuveiro está mesmo queimada, desligue a chave geral ou disjuntor. Esse passo é muito importante, pois evita os choques.
2. Inicie a desmontagem do chuveiro. Os de plástico são mais fáceis, basta desenroscar a parte de baixo, também chamada de espalhador.
3. Retire a resistência queimada e substitua pela nova. A queimada apresenta rompimento na espiral. A nova terá a espiral em ordem. Siga sempre as instruções do fabricante, discriminadas na embalagem.
4. Aproveite para limpar o espalhador com a escova de dentes. Limpe as partes interna e externa e enxágüe em água corrente. Atenção: não utilize objetos pontiagudos, que possam alterar o diâmetro dos furos, nem produtos abrasivos.
5. Monte o chuveiro novamente e parafuse bem. É importante não deixar folgas pa-ra evitar vazamento. Organize os fios e prenda-os no conector de fios. Passe a fita veda-rosca, de duas a três a voltas, na extremidade do tubo do chuveiro.
6. Antes de religar a chave geral, abra o chuveiro e deixe a água fria escorrer por uns dois minutos. Assim, garante-se a água de reserva necessária no bojo do chuveiro para não queimar a resistência. Verifique se não há vazamentos por má vedação. Religue a chave geral do quadro de força ou o disjuntor, dependendo da instalação elétrica de sua residência.


Fonte: Jornal Construção e Cia


Fica registrada a homenagem ao governo argentino e ao futebol do Superclássico das Américas entre Argentina e Brasil. Valeu, hermanos!

Papelão: 'Resistência queimada' salva o emprego de Mano Menezes

Apagão em Resistência
Mano Menezes está rindo à toa. Não foi desta vez que ele conseguiu fazer o Brasil perder da Argentina em mata-mata. O governo argentino teve uma brilhante ideia de colocar a partida na distante cidade de Resistência. Conclusão: a "resistência" queimou e o jogo foi pelo breu abaixo. Nossos hermanos não nos deixaram nem ouvir o belo hino nacional.

Na lembrança de cada jogador brasileiro convocado, fica a viagem de ida. Com muita turbulência, teve quem ficasse com aquele frio na barriga.

Parabéns, Mano Menezes! Mesmo com mais uma atuação "apagada", seu emprego está salvo! Não foi desta vez que perdemos para a Argentina.

Em tempo: se nossos hermanos quiserem, podemos emprestar o Aterro do Flamengo para o jogo...

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Juninho Pernambucano faz miséria e é o craque da 27ª rodada do Brasileirão

A vitória do Vasco por 3 a 1 sobre o Figueirense, em São Januário, passa pelos pés de um meia veterano. O craque demonstrou estar em ótima forma ao marcar um gol e dar as assistências para os outros dois.

O craque da 27ª rodada do Campeonato Brasileiro é:

Juninho Pernambucano Divulgação
Juninho Pernambucano, do Vasco