domingo, 18 de dezembro de 2011

O adeus de um gênio

Adjetivos não faltam para descrever quem foi Joãosinho Trinta. Entre tantos, eu prefiro ficar com aquele que mais me faz lembrar do artistas: gênio. Perdemos João Clemente Jorge 30, mas os desfiles e ideias brilhantes que partiram das suas mãos, da sua inteligência e da sua ousadia jamais serão esquecidas.

Tive a honra de entrevistar Joãosinho em 2009. Já debilitado, em cadeira de rodas, conversei com ele por poucos minutos durante o lançamento do documentário que o homenageava. Mesmo assim, foram minutos preciosos que jamais serão esquecidos. Com os olhos marejados e o sorriso inigualável, Joãosinho exalava emoção e alegria, ao mesmo tempo, ao falar de suas conquistas.

"Valeu, João! Foi o sonho de um Beija-Flor! João, valeu! Na avenida brilha o sonho seu!"

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Vasco é o grande campeão do ano

Campeão da Copa do Brasil, vice do Brasileirão e semifinalista da Copa Sul-Americana. Os resultados comprovam o que todos já viram dentro de campo: o Vasco é o grande campeão de 2011. Mesmo com um time limitado tecnicamente e com um técnico interino cujas substituições não costumam surtir efeito, o elenco cruzmaltino não desistiu um minuto sequer e se manteve firme, sempre buscando a vitória, observado com orgulho por Ricardo Gomes, mesmo que à distância. O time ainda precisa e muito se reforçar para a Libertadores do ano que vem, no entanto, só em poder disputá-la novamente depois de onze anos já é um alívio ao torcedor. Parabéns, Vasco!

Corinthians

Ganhou o que a CBF queria. Não podemos desprezar, porém, a melhora da equipe com a contratação do técnico Tite e o bom desempenho de atletas como Ralf e Paulinho, gratas surpresas.

Flamengo

Aos trancos e barrancos, conseguiu a vaga para a Libertadores. Muita coisa deve mudar para 2012.

Fluminense

Vem evoluindo e deve manter esse pique. Contratações pontuais devem colocar o clube novamente em condições de lutar pelos principais títulos. Torcedor pode ficar tranquilo.

Botafogo

Quebrou a boa fase carioca. Será o único grande do Rio fora da Libertadores. Fazer o quê? Reformulação total, já!