domingo, 28 de agosto de 2011

Força Ricardo Gomes!

Neste momento tão delicado, não me resta otras palavras a expressar a não ser "Força Ricardo Gomes"! Não vem ao caso se ele é ou não bom treinador, no entanto, é um fato consumado o altíssimo caráter e simplicidade da pessoa Ricardo Gomes. Falo isso porque tive o prazer de conhecê-lo, na época em que dirigia a seleção olímpica, e ouço depoimentos de pessoas que conviveram bastante com ele, na época de jogador. Meu avô é um que acompanhou sua carreira durante muitos anos e esteve com ele várias vezes.

Vamos torcer! Ele vai sair dessa!

FORÇA RICARDO GOMES!


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Quem matou Norma?

Não faço a menor ideia! Mas o intuito deste post não é fazer previsões e adivinhar o final da novala "Insensato Coração", da TV Globo, muito menos dar pitacos na obra dos autores, no entanto, emitir opiniões não ofende ninguém.

Para começar, confesso que vi poucos capítulos. O trabalho e outras atividades não me permitem mais, há muito tempo, ficar sentado em um sofá durante 1h por dia para olhar a televisão, na hora que a atração vai ao ar. Por isso, se eu falei alguma besteira, por favor não me crucifiquem. Mesmo assim, olhando os últimos capítulos, e alguns dos primeiros, alguns fatos chamam a atenção e vieram logo na cabeça: se fosse desse jeito seria muiito mais divertido!

Vejam só o Cortez, por exemplo, personagem do Herson Capri. O banqueiro corrupto fugiu para a Espanha, onde tem dupla nacionalidade, e foi preso ao passear na França. Ainda acho que seria muito melhor se ele fugisse para a Itália. Lá, seria pego, porém, a Itália se recusaria a extraditá-lo, já que o Brasil não quis fazer o mesmo com Cesare Battisti.

Já o Léo (Gabriel Braga Nunes), em vez de sequestrar a Marina (Paola Oliveira) daquela forma simples, poderia muito bem sequestrar o jatinho particular dela, com ela dentro. O último capítulo ficaria marcado pela seguinte tensão: o vilão ameaçando jogar a aeronave contra o prédio das empresas da avó da mocinha. Como o Pedro (Eriberto Leão) iria salvar a cena? Sei lá!

Por fim, quem matou Norma (Glória Pires)? A melhor teoria, na minha criatividade seria a seguinte. Lembra da Araci (Cristiane Oliveira), que a Norma matou na prisão? Ela tinha um tesouro, que falou para dar a sua filha. Norma roubou. Com isso, a filha de Araci, uma das personagens já existentes na trama que ninguém faria a menor ideia do atual papel, descobriria e aí sim se vingaria e mataria a vilã.

Final feliz? Previsível? Surpreendente? Só descobriremos amanhã!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O dia em que a terça-feira ficou mais longa

Parecia ser uma terça-feira normal, no entanto, o dia 9 de agosto de 2011 estava longe disso. No início, aquela velha rotina até parecia se encaminhar para o mesmo final, no entanto, o destino mudou algumas peças.

Quando o relógio marcou 20h, com as matérias de Carnaval já prontas para o dia na Rádio Tupi, me encaminhei para ir embora. Geralmente, faço parte do percurso a pé. Já estava no elevador, pronto para descer, quando o jornalista Eugênio Leal falou: "Vem comigo! Vou lá para o Centro, te deixo no metrô". E assim foi.

Quando passamos pelo viaduto da Avenida 31 de março, vemos o sentino contrário totalmente parado, com dezenas de carros de polícia. Quando olhamos para a Avenida Presidente Vargas, vemos que a pista sentido Praça da Bandeira está interditada pelos agentes. Imediatamente, acionamos a rádio e vem a informação de que um ônibus estava sendo sequestrado.

Desembarquei na Central do Brasil e, orientado pelo Eugênio e pela Paula Ranieri, produtora da Rádio, corri para ver de perto o que estava acontecendo. No local, pude constatar um verdadeiro caos. Nunca havia visto o trânsito tão terrível como naquela ocasião. Absolutamente todas as ruas do Centro da cidade, não só a Avenida Presidente Vargas como todas as paralelas e transversais, davam um nó.

Já no espaço onde tudo aconteceu e o ônibus estava parado com os reféns, recebi do Wagner Menezes, âncora do Giro Esportivo a missão de ficar por lá e reportar os fatos, junto com a repórter Renata Ximenes, que também já havia chegado. Da rádio, a equipe já estava de plantão colhendo novas informações e ajudando nas atualizações. Além disso, como membro do portal de notícias O Repórter.com, fui mantendo contato com o editor-chefe Alex de Souza, que estava de plantão, de olho nos acontecimentos.

Depois de muita tensão, bandidos presos e vítimas assustadas, o caso encerrou por volta das 23h30, quando o ônibus da viação Jurema - Praça XV-Caxias - deixou a avenida rebocado por um carro da CET-Rio.

E a noite que parecia normal, foi na verdade triste e muito movimentada. Uma pena que uma cidade tão maravilhosa como a nossa ainda passe por cenas lamentáveis como essa.

domingo, 7 de agosto de 2011

O campeonato do equilíbrio

A cada ano que passa, o Campeonato Brasileiro vai ratificando o título de competição mais equilibrada do planeta. Desde o tricampeonato seguido do São Paulo, o torneio vem atingindo um nível parelho. Na edição deste ano, o Corinthians chegou a disparar na liderança, no entanto, já perdeu forças e deu lugar a um novo líder: o Flamengo.

Apesar do clube carioca ter assegurado a posição na última rodada, o retrovisor vem cheio de equipes com capacidade real de vencer. Após um início turbulento, o São Paulo mostra bom poder de recuperação. Já o Vasco, mesmo depois de ser goleado pelo Botafogo, tem tudo para provar que o clássico foi apenas um acidente de percurso, enquanto o Palmeiras tem um técnico que pode fazer a diferença na hora do vamos ver: Felipão.

O que vai acontecer daqui pra frente? Só a bola na rede irá dizer...