domingo, 27 de março de 2011

Vende-se aplicação de repelente

Parece mesmo que a dengue chegou pra valer no Rio de Janeiro. Nesse domingo (27), em meio a um dia ensolarado, quem passava na porta do Itanhangá Golf Club, na Barra da Tijuca, se deparava com uma camelô. Mas, qual é o problema nisso? É a coisa mais normal do Rio! O diferencial ocorria na mercadoria "vendida" pela senhora.

Em um papel branco A4, escrito com uma caneta azul, colado em um isopor, estavam os seguintes dizeres:

"Aplica-se repelente".

É a criatividade do carioca, que vai se virando como pode para ganhar a vida. Vale até contar com a ajuda do mosquito...

quinta-feira, 24 de março de 2011

Sete



Não vou negar, prefiro o 9, mas, desta vai ser um sete! Dia 7 de abril, o dia da afirmação!

Aguarde...

www.oreporter.com

Informação de verdade na internet! Dia 7, mais do nunca...

segunda-feira, 21 de março de 2011

Vaga de emprego: procura-se técnico no Fluminense

Levir Culpi? Adilson Baptista? Gilson Kleina? Depois de muito procurar, o Fluminense ainda não encontrou o novo treinador. Como está tão difícil conseguir um novo nome e ninguém está aceitando o cargo, decidi me colocar à disposição do tricolor. Segue abaixo o meu currículo no FM (Football Manager):

- Campeão sul-matrogrossense pelo CENE com 100% de aproveitamento;

- Campeão da Série C com o Madureira;

- Campeão da Copa do Mundo pela Seleção Brasileira;

- Campeão da Liga dos Campeões pelo Real Madrid.

Será que tenho chances?

Salvem o campeão brasileiro...

domingo, 13 de março de 2011

quinta-feira, 10 de março de 2011

O Carnaval do Rio regrediu

Infelizmente, não me restam muitas palavras nesse momento. O cansaço já começa a bater e a decepção com o Carnaval vai aumentando cada vez mais. São vários os motivos, que vão de pessoais e profissionais ao nível do espetáculo, que foi o mais fraco que já vi, entretanto, os resultados dos grupos Especial e de Acesso selam uma competição que foi, no mínimo estranha. Já falei muito pelo Twitter, mas, só para complementar, nem se o Salgueiro tivesse feito um desfile perfeito, sem problema na entrada de nenhum carro, ele venceria o Carnaval.

Depois de dois anos com vencedores justos e indiscutíveis, voltamos à estaca zero. Será que a Beija-Flor mereceu mesmo esse título?

Prefiro ficar por aqui...

quarta-feira, 9 de março de 2011

Troféu O blog Rox 'Os melhores do Carnaval 2011'

VENCEDORES:

MELHOR ESCOLA - Unidos da Tijuca
MELHOR INTÉRPRETE - Ito Melodia (União da Ilha)
MELHOR BATERIA - Mangueira
MELHOR CONJUNTO DE FANTASIAS - Salgueiro
MELHOR CONJUNTO DE ALEGORIAS - Unidos da Tijuca
MELHOR SAMBA-ENREDO - Salgueiro
MELHOR ENREDO - Unidos da Tijuca
MELHOR COMISSÃO DE FRENTE - Unidos da Tijuca
MELHOR CASAL DE MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA - Julinho e Rute (Vila Isabel)

terça-feira, 8 de março de 2011

Unidos da Tijuca será bicampeã do Carnaval

Pode ser que eu erre? Sim, pode, porém, não fico em cima do muro. Se nada de diferente acontecer na apuração, a quarta-feira de Cinzas vai anunciar a Unidos da Tijuca como a bicampeã do Carnaval do Rio. A escola não fez um desfile brilhante, no entanto, foi beneficiada pelo vexame histórico do Salgueiro, que tinha o título em mãos e o jogou na lata do lixo. Forte emocionalmente, porém, aquém das expectativas em fantasia e comissão de frente, além de ter cometido erros primários, a Beija-Flor ainda pode aprontar alguma coisa. Com um desfile técnico e nada mais, a Unidos de Vila Isabel corre por fora.

Infelizmente, de forma decepcionante, no geral, os desfiles de 2011 foram os mais fracos que já acompanhei na minha vida. Além do incêndio na Cidade do Samba, as escolas tropeçaram nas próprias pernas, empurrando o título para escanteio. É bem verdade que a apresentação da Tijuca não foi perfeita e arrebatadora como em 2010, no entanto, a comissão de frente conseguiu exibir outra saída interessante. O chão da escola também não saiu como nos ensaios técnicos, mas, mesmo assim, conseguiu agradar. Já as alegorias e fantasias de Paulo Barros, essas dispensam comentários. Brilhantes.

Com garra e rodeada de personalidades, a Beija-Flor era aguardada com ansiedade pelo público. Erros primários, entretanto, afastam a nilopolitana do favoritismo. No início do desfile, a escola simplesmente esqueceu o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Claudinho e Selmynha Sorrizoz, que entrou na Avenida em cima do laço. Isso não faz com que a escola perca pontos, todavia, reflete o momento confuso que ela passava. Outro ponto a ser ressaltado é que centenas - sim, eu disse centenas, e não dezenas - de componentes maiores de idade cruzaram a Passarela do Samba com crachás de idenficação da ala por cima da fantasia. Além disso, a plasticidade das roupas deixou a desejar, enquanto o carro de número seis, que representava a preservação da natureza, era bem semelhante ao abre-alas. O público do setor 1, considerado o termômetro da Avenida, não vibrou como era aguardado.

Se não fossem a falta de comunicação com o público, a estranha comissão de frente e a forma batida como o samba-enredo rendeu na Sapucaí, a Unidos de Vila Isabel também estaria no páreo. A escola apresentou fantasias de extremo bom gosto, com carros alegóricos bem detalhados, no estilo Rosa Magalhães na melhor forma, multiplicado por três em tamanho e dimensão.

Já o Salgueiro foi a grande decepção, não só do ano, como das últimas duas décadas. A vermelha e branca mostrou um chão como há muito tempo não surgia, colocando as cordas vocais para fora da garganta, de tanto cantar, e vibrando de forma memorável. Comissão de frente e casal de mestre-sala e porta-bandeira passaram muito bem, mas, tudo foi por água abaixo, ou melhor, por carros abaixo. É absolutamente normal que um ou dois carros apresentem problemas, contudo, defeito em todos os carros soa no mínimo estranho. O que diminuiria na beleza das alegorias se elas tivessem menos um metro de largura? Uma vitória tranquila totalmente desperdiçada na esquina entre as Avenidas Presidente Vargas com Marquês de Sapucaí.

Em síntese, o Carnaval do Rio é e continua sendo a maior festa popular do Mundo. Não resta outra opção aos sambistas e dirigentes a não ser levantar a cabeça e repensar novas formas de organizar e projetar a folia. Desfile de escola de samba só tem a cada doze meses e envolve áreas que vão da limpeza à engenharia. Salvem o nosso Carnaval!

sábado, 5 de março de 2011

Aviso de mudança - Novo endereço

Comunico aos amigos que, desde ontem, estou em nova residência. Segue o endereço para ninguém perder contato:

Avenida Marquês de Sapucaí, s/n, Centro. Também conhecida como Passarela do Samba ou Sambódromo.

Você fica por dentro dos bastidores e recebe a notícia das escolas em primeira mão pelo http://www.tupi.am/canais/tupi-carnaval-total/.

Válido até o sábado das campeãs.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Respeitem a Unidos de Vila Isabel! Escola vence o Troféu O blog Rox de ensaios técnicos

Muito respeito à azul imperial! De forma surpreendente, em função do último ensaio técnico arrasador, a escola do bairro de Noel, que neste Carnaval vai fazer uma homenagem ao cabelo, deixou para trás antigos favoritos, como Beija-Flor e Salgueiro e conquistou o simbólico título. Logo atrás, na cola, ficou a atual campeã do Grupo Especial, a Unidos da Tijuca, com dois ensaios irretocáveis. No Grupo de Acesso, a Viradouro deu um show e sobrou na Avenida.

Lembrando que apenas o melhor ensaio de cada agremiação é levado em conta. Os quesitos analisados são Harmonia, Evolução, Bateria e Mestre-Sala e Porta-Bandeira.

Confira a classificação final, completa:

1 - Vila Isabel
2 - Unidos da Tijuca
3 - Beija-Flor
4 - Salgueiro
5 - Grande Rio
6 - União da Ilha
7 - Mangueira
8 - Mocidade
9 - Imperatriz
10 - Portela
11 - Porto da Pedra
12 - São Clemente


Grupo de Acesso A

1 - Viradouro
2 - Inocentes de Belford Roxo
3 - Estácio de Sá
4 - Império da Tijuca
5 - Rocinha
6 - Renascer
7 - Caprichosos de Pilares
8 - Alegria da Zona Sul
9 - Cubango
10 - Império Serrano
11 - Santa Cruz