segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

O discurso do súdito

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer aos amigos pela confiança em minhas apostas. A todo o pessoal do Twitter, Facebook e todas as mensagens de apoio que recebi por aí depois de ter acertado, mais uma vez, os principais prêmios do Oscar. A quem duvidou e discordou, o meu muito obrigado também. Se todos tivessem a mesma opnião, não haveria o debate de ideias e, assim, o mundo seria realmente muito chato.

Acertar em menos de um ano duas das mais difíceis apostas não é algo fácil. Sinceramente, não sei o que foi mais complicado: cravar o campeão, o vice, e a fase em que o Brasil foi eliminado da Copa do Mundo, ou ainda as três principais estatuetas, mais o número de prêmios do maior vencedor do Oscar.

Apesar de ter começado a minha carreira jornalística no Esporte e, hoje, estar mais perto do Carnaval, já tive a minha fase crítico de Cinema, ao ver minha obra publicada na coluna "O Bonequinho viu", do Jornal O Globo, um dos principais do país. Na época, rasguei elogios ao filme nacional "Orquestra dos Meninos". De lá até aqui passaram-se anos, mas, é bom ver que um pouco do conhecimento ainda foi preservado.

Falando do filme em si, "O discurso do rei" é simplesmente brilhante, uma produção antológica. Quem ainda não assistiu, corra ao cinema mais próximo. Aliás, olha a contradição: quando fui ao cinema para assistí-lo, me deparei com uma sala praticamente vazia enquanto a sessão ao lado, com o filme "Bruna Surfistinha", estava lotado. Com todo respeito à Bruna, que eu inclusive, ainda não assisti, mas, lembro de na hora ter comentado: "Céus, que contradição! O melhor filme do ano, que vai ganhar o Oscar, vazio, enquanto o ao lado está lotado!".

Desculpem-me pelo desabafo, mas, em um meio onde somos extremamente cobrados e onde nossos pontos fracos são muito mais ressaltados e avaliados do que as qualidades, é muito bom estar com a razão e acertar.

Depois do discurso desse súdito que vos fala, não percam tempo e assistam "O discurso dorei"!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

E o Oscar vai para...

Acontece neste domingo (27) a maior festa do cinema mundial: o todo poderoso Oscar. Dentre tantos indicados e produções de qualidade, o grande destaque deve mesmo ser o filme "O discurso do Rei". Baseado em uma história real, o filme alia um roteiro brilhante, com atuações impecáveis e um enredo inteligente. Com sobras, o melhor filme do ano.

Vale ressaltar que Cisne Negro, bastante comentado, deixa muito a desejar. O roteiro é confuso e totalmente previsível. As cenas, dramáticas demais, totalmente exageradas. Quem se salva é Natalie Portman, com uma atuação impecável.

Por fim, Rede Social é uma agradável surpresa. O filme tem um tema totalmente diferente do habitual, além de abordar um assunto contemporâneo com bastante maestria.

Apesar de não ter assistido todos os indicados, já é possível ter uma ideia do que a Academia vai eleger. "O discurso do Rei" deve levar, pelo menos, quatro estatuetas. Confira minhas apostas:

Melhor filme: “O discurso do rei”
Melhor ator: Colin Firth – “O discurso do rei”
Melhor atriz: Natalie Portman – “Cisne negro”
Melhor ator coadjuvante: Geoffrey Rush “O discurso do rei”
Melhor roteiro original: “O discurso do rei”
Melhor roteiro adaptado: “A rede social”

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Polêmica: Vila Isabel assume a ponta no Troféu O blog Rox de ensaios técnicos

Sim, sei que vai ser polêmico, mas, é o que eu penso. Depois do ensaio técnico arrasador e surpreendente do último domingo (20), a Unidos de Vila Isabel chegou à liderança do simbólico Troféu O blog Rox de ensaios técnicos. Lembrando que é avaliado apenas o melhor treinamento das escolas do Grupo Especial. O mais fraco é descartado. Dessa forma, o ranking parcial fica assim:

Grupo Especial

1 - Vila Isabel
2 - Unidos da Tijuca
3 - Beija-Flor
4 - Salgueiro
5 - Grande Rio
6 - União da Ilha
7 - Mangueira
8 - Mocidade
9 - Portela
10 - Porto da Pedra
11 - São Clemente
12 - Imperatriz

Grupo de Acesso A

1 - Viradouro
2 - Inocentes de Belford Roxo
3 - Estácio de Sá
4 - Império da Tijuca
5 - Rocinha
6 - Renascer
7 - Caprichosos de Pilares
8 - Alegria da Zona Sul
9 - Cubango
10 - Império Serrano
11 - Santa Cruz

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Troféu O blog Rox de Ensaios Técnicos - Parcial

Reta final de preparação. Muitas escolas já ensaiaram na Sapucaí. Faltam poucos resultados!

Confira o ranking parcial:

Grupo Especial

1 - Unidos da Tijuca
2 - Beija-Flor
3 - Salgueiro
4 - Grande Rio
5 - União da Ilha
6 - Vila Isabel
7 - Mangueira
8 - Mocidade
9 - Portela
10 - Porto da Pedra
11 - São Clemente
12 - Imperatriz

Grupo de Acesso A

1 - Viradouro
2 - Estácio de Sá
3 - Império da Tijuca
4 - Rocinha
5 - Renascer
6 - Caprichosos de Pilares
7 - Alegria da Zona Sul
8 - Cubango
9 - Império Serrano
10 - Santa Cruz

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Nunca senti tanta vergonha de torcer pelo America-RJ

Confesso, não nasci America, mas, me tornei americano. Tudo começou em 2005, quando o ainda jogador de basquete Ralph se transferiu para o America e por lá ficou até encerrar a prematura carreira. O carinho da torcida e o ambiente no clube era tão bom que acabei me tornando um torcedor do America até os dias de hoje. Esse carinho, no entanto, se vê cada vez mais abalado, na medida em que o clube insiste em envergonhar os amantes rubros.

Não é de hoje que a situação da instituição America se vê falindo. O problema é tão sério que vem se estendendo desde a última administração. O problema maior é que, em vez de melhorar, acaba conseguindo piorar. A derrota do time de futebol nesse sábado (12) frente ao fraco elenco do Vasco da Gama é o retrato do descaso. Se eu estou extremamente envergonhado, imaginem então a Tia Ruth, torcedora-símbolo do Mequinha, apaixonada pelo clube, como está com os 9 a 0?

Alô, Romário! Agora que virou político, chegou a hora de ajudar um pouco o time também!

Quanto ao elenco, não tem solução diferente de dispensar todo mundo e recontratar 25 jogadores - como eu costumo fazer quando jogo com o America no Football Manager.

E nesse sábado, o sangue passou longe, muito longe do "Sangue". Pobre America...

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O dia em que o mundo do samba chorou

Segunda-feira, 07 de fevereiro: o dia mais triste da história do Carnaval do Rio. As notícias relativas ao regulamento da Liesa, como ficam as escolas e etc ficam para as rádios, emissoras de TV e portais de notícias. Neste caso, recomendo a Rádio Tupi e o portal O Repórter.com. Aqui neste post me limitarei a contar os bastidores da cobertura dessa tragédia.

Tudo começou de manhã bem cedo. Depois de ir dormir às 4h da manhã, ainda com a adrenalina da cobertura do ensaio técnico de domingo (07), acordo com o telefone tocando por volta das 7h30. Quando olho para o visor me deparo com o nome de "Eugênio Leal", meu coordenador na Rádio Tupi.

- Fala Eugênio -, atendi.
- Ralph, estava dormindo?
- Já ia me levantar, diga aí!
- Beleza. Então levanta, vai tomar um banho, se arruma e vai pra rádio. Está pegando fogo na Cidade do Samba. Está lambendo tudo. Barracões da União da Ilha, da Grande Rio, da Portela... Está destruindo tudo.

Nesse momento, com o choque, despertei de vez. A primeira coisa que me veio à cabeça foi: não! A União da Ilha! Estava tudo pronto, não pode ser!

Depois de tomar um banho correndo e sair a passos largos pela rua, fui começando a tentar prever os prejuízos, não financeiros, mas, emocionais que aquilo iria causar. E não deu outra.

Já na Cidade do Samba, o desafio da profissão. Ao mesmo tempo em que nos sentimos totalmente arrasados ao vermos amigos e profissionais aos prantos por terem perdido todo o trabalho de um ano inteiro, somos obrigados a manter um semblante sóbrio, entendendo a dor do companheiro, mostrando solidariedade, mas, atentos para os acontecimentos ao redor e com o dever de buscar depoimentos, entrevistas de teor diferenciado e de bom conteúdo jornalístico. É esse o desafio do Jornalismo, que move o bom profissional e traz credibilidade ao trabalho.

Por lá, o que mais se chama a atenção é o clima de ajuda entre as agremiações. Um dos componentes da Comissão de Carnaval da Vila Isabel, por exemplo, Junior Schall, era um dos líderes do movimento. Ele, Ricardo Fernandes, da Unidos da Tijuca, e representantes de praticamente todas as escolas trabalhavam incessantemente na retirada das alegorias, como se suas escolas fossem as atingidas.

O resto do dia no trabalho? Só está terminando agora, por volta da meia-noite, quando termino de escrever esse post. À tarde, reportagens, edição, produção e programa ao vivo na Rádio Tupi Carnaval Total.

Em síntese, são incalculáveis os prejuízos - financeiros e, principalmente, emocionais. O fato é que o Carnaval de 2011, sem dúvida, não será o mesmo. A todos os integrantes da Grande Rio, da União da Ilha e da Portela, não resta outra coisa a desejar que não seja FORÇA! A garra dos componentes, apaixonados por samba e Carnaval, com certeza farão a diferença.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Troféu O blog Rox de Ensaios Técnicos - Fim do 1º turno

Acabou o primeiro turno. Segue como terminou a primeira etapa do troféu:

1 - Unidos da Tijuca
2 - Beija-Flor
3 - Salgueiro
4 - Grande Rio
5 - Vila Isabel
6 - Portela
7 - União da Ilha
8 - Porto da Pedra
9 - Mangueira
10 - Mocidade
11 - Imperatriz
12 - São Clemente

Acesso

1 - Viradouro
2 - Rocinha
3 - Renascer
4 - Caprichosos de Pilares
5 - Alegria da Zona Sul
6 - Cubango
7 - Santa Cruz