sábado, 29 de agosto de 2009

O rádio brasileiro está de Luto

O sábado amanheceu com lágrimas nos olhos, na cidade do Rio de Janeiro. Faleceram nas últimas 24 horas dois ícones do rádio brasileiro: Francisco Carioca e Doalcei Carmago.

Na minha infância, diferente da maioria dos amigos da época, que só queriam saber de computador ou televisão, existia uma caixinha sonora que me atraía cada vez mais, graças a vozes marcantes de ícones como eles.

Lembro das madrugadas da Rádio Globo, quando minha mãe vivia dizendo: "Desliga o rádio, menino, vai dormir! Amanhã tem aula!" Não dava. Carioca não deixava.

Já Doalcei era uma referência do Jornalismo Esportivo. Apesar de não ser mais narrador, como no auge de sua carreira, ele ainda estava na ativa, fazendo aquilo que amava, comentando futebol na Super Rádio Tupi. Pegou a todos de surpresa a sua partida, deixando uma imensa saudade irrigando os nossos sentimentos.

Obrigado, Francisco Carioca! Obrigado, Doalcei Bueno de Camargo! Se hoje o rádio nacional ainda está vivo e com tanta gente nova querendo colaborar com ele, vocês dois tiveram uma enorme parcela nessa dádiva. O show não pode parar, mas, sempre que ligarmos os nossos aparelhos de som, as vozes de vocês serão lembradas, como a mais bela canção que invade os nossos corações.

Na programação da vida, quem navega pelas ondas do rádio, nesse momento, é a saudade!

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

The dream is overing

"Ah! Se eu pudesse retornar no tempo! Conquistaria menos poder e teria mais poder de conquistar. Beberia algumas doses de irresponsabilidade, me colocaria menos como aparelho de resolver problemas e me permitiria relaxar, pensar no abstrato, refletir sobre os mistérios que me cercam. Cuidaria mais de mim e da minha saúde.

Se eu pudesse retornar no tempo, procuraria meus antigos amigos do tempo de escola. Onde estão? Eu os procuraria e reviveria as experiências singelas colhidas no jardim da simplicidade onde não havia as ervas daninhas do status nem a sedução do poder.

Se eu pudesse retornar no tempo daria mais telefonemas. Amaria sem me boicotar. Procuraria ser mais intenso. Seria mais bem humorado e menos pragmático, menos lógico e mais romântico ainda. Escreveria poesias tolas de amor. Romperia o cárcere da rotina. Diria mais vezes ‘eu te amo!’. Seria menos ciumento, menos egoísta. Reconheceria sem medo: ‘Perdoe-me! Não desista de mim’.

Ah, se eu pudesse retornar nas asas tempo! Teria mais paciência, brincaria muito mais. Sairia na chuva, andaria descalço na terra, subiria em árvores. Seria mais livre no presente e menos escravo do futuro. Trabalharia menos para lhe dar o mundo e me esforçaria muito mais para lhe dar o meu mundo.

Se eu pudesse retornar no tempo, daria toda a minha inteligência para ter mais um dia, e faria desse dia momentos eternos."

Adaptação da obra de Augusto Cury

Está chegando a hora...

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Brasil tem o maior número de mortes por Gripe Suína

Quando a população já vinha quase esquecendo da Nova Gripe, ela volta a apavorar, na medida em que surge a notícia de que o Brasil passou os Estados Unidos no número de mortes pela doença, passando para a liderança negativa.

Ela demorou para circular por aqui - pelo menos é o que o Ministério da Saúde falou, na época em que ela surgiu no México -, no entanto, parece que agora a situação é mais séria do que muitos imaginavam.

Evitar aglomerações? Isso é impossível para a maioria. Um percentual significativo do povo necessita pegar metrô e ônibus lotados todos os dias para trabalhar, ir à escola. O lazer também não pode ficar para trás, quando cinema, teatro e jogos de futebol atraem a nossa atenção.

O que fazer, então, para ficar livre do mal? Manter uma rotina normal, contudo, protegida, como um ser humano saudável. Alimentar-se bem, dormir o suficiente, não botar a mão na boca, olhos, etc. Isso os médicos podem falar muito melhor do que eu.

Torçamos para que a mudança de temperatura ajude a reestabelecer o padrão livre das epidemias, fazendo com que possamos nos preocupar com coisas muito mais importantes e interessantes em nossas vidas.

Agora nem consolo mais temos, já que estamos pior até mesmo do que a Argentina...

Imagem por Kibeloco

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

A triste jornada carioca no Campeonato Brasileiro

Desde que o Campeonato Brasileiro começou a ser disputado em pontos corridos, o Rio de Janeiro vem sempre amargando uma vaguinha na briga pela fuga do rebaixamento. O drama foi tanto que, em duas ocasiões, Botafogo e Vasco não resistiram, caindo para a segunda divisão. Hoje, o panorama é o pior já visto na história da competição.

Com campanhas bem abaixo do que se espera para times da dimensão de Flamengo, Fluminense e Botafogo, o trio não consegue acertar comissão técnica, tática e nem elenco, resultando na irritação de suas torcidas.

Lanterna do torneio, o Fluminense consegue, a cada rodada, piorar o que já parecia no último patamar da incompetência. Contratou Renato Gaúcho para treinador, mesmo vendo um histórico de rebaixamentos no currículo do ex-jogador, inclusive no ano passado, quando dirigia o cruzmaltino. Além disso, as voltas do coordenador de futebol Branco e do atacante Roni foram no mínimo curiosas.

Já o Botafogo, mesmo trocando de técnico, não tem muito o que fazer. O time é limitado, tendo nas cobranças de falta de Juninho e Lúcio Flavio sua quase que exclusiva arma. O trio de ataque, composto por Victor Simões, André Lima e Reinaldo, poderia ser a grande salvação, caso eles não resolvessem fazer um revezamento, no departamento médico.

Campeão estadual, o Flamengo vinha surpreendendo, chegando até a encostar no G4. Não demorou muito e a realidade veio à tona. O grupo rubro-negro está repleto de jogadores que possuem um ego muito maior do que a habilidade. Até o goleiro Bruno, que era idolatrado, vem demonstrando sua fragilidade emocional, tornando-se o principal vilão, com falhas decisivas nas últimas partidas.

Em síntese: 14º, 18º e 20º. A ameaça é iminente. Podemos conseguir dar uma imensa e valente volta por cima, fazendo com que todos escapem e continuem na Série A, em 2010. Porém, da mesma forma que isso pode acontecer, o Vasco da Gama pode ser o único habitante carioca por lá, no próximo ano. Acorda Rio! O primeiro turno já acabou!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

TOP 9 – As melhores de Raul Seixas

Quando me perguntam quem foi o maior artista da música brasileira de todos os tempos, sempre respondo na lata: Raul Seixas. Com uma percepção fora do normal para escrever maravilhas, o Maluco Beleza não se prendia a apenas um estilo, compondo sucessos em ritmos totalmente ecléticos, do rock (Rock das Aranhas, por exemplo) ao sertanejo (Cowboy Fora da Lei).

Infelizmente, quando nasci, Raulzito já havia partido, porém, para a minha sorte, toda a sua obra continuava sendo divulgada por aqui, dando aos mais jovens a oportunidade de conhecer, aprender e compartilhar o seu jeito alegre e descontraído de ver a vida.

Neste dia 21 de agosto, faz 20 anos que o mundo perdeu um de seus grandes astros. Em homenagem a ele, o Top 9 de hoje é:

As 9 melhores músicas de Raul Seixas, segundo Ralph Guichard

9º - Como Vovó Já Dizia – “Quem não tem colírio, usa óculos escuro!” Se a avó de Raul já dizia isso, imagina na nossa geração como está a situação. Proteja seus olhos das barbáries desse mundo!

8º - Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás – Além de um conteúdo histórico bastante interessante, essa canção acabou virando um clássico.

7º - Cowboy Fora da Lei – Eis o lado sertanejo do compositor. Uma ótima ironia aos políticos do Brasil.

6º - O Carimbador Maluco - Plunct, plact, zum, não vai a lugar nenhum! O artista também sabia contagiar o mundo das crianças.

5º - Sociedade Alternativa – Vivendo em um mundo tão doido como esse, viva a sociedade alternativa!

4º - Metamorfose Ambulante – Querendo ou não, todos acabamos sempre vivendo como uma metamorfose. Feliz aquele que aproveita para crescer e evoluir.

3º - Tente outra vez O hino da superação! Antes de pensar em desistir, escute essa música e lembre de tudo aquilo que você já passou e lutou. Será que vale a pena largar tudo, assim, de bandeja? Somos brasileiros e não desistimos nunca!

2º - Maluco Beleza
“Controlando a minha maluquez, misturado com minha lucidez”! Eu sou um maluco beleza, e com orgulho. E você?

E a campeã do Top 9, as 9 melhores músicas de Raul Seixas, segundo Ralph Guichard é:

1º lugar – Gita – “Às vezes você me pergunta, por que eu sou tão calado? Não falo de amor quase nada, nem fico sorrindo ao seu lado.” A simplicidade com que os versos se misturam nessa letra, consagra o lado romântico desse gênio, que sempre continuará existindo em nossos corações! Embora seja missão complicadíssima apontar só 9 obras de Raul, essa é a minha preferida!



TOCA RAUL!

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Prêmio Multishow 2009: mais uma edição de consagração

O tempo não voa, ele se teletransporta. E num piscar de olhos, aquele histórico evento no Theatro Municipal, em 2008, dá lugar ao do Citybank Hall, no dia 18 de agosto de 2009, na Barra da Tijuca. Por lá, pude estar à beira do palco, exatamente no local onde passavam os premiados para receber o seu troféu.

Em um ambiente regido por música de qualidade, a energia do tapete vermelho novamente contagiou os mais agradáveis sentimentos, em meio à alegria de poder estar ali, rodeado de pessoas interessantes, ao mesmo tempo em que artistas recebiam merecidos troféus.

Logo no show de abertura, achei desperdício colocar no palco três excelentes cantoras, do calibre de Roberta Sá, Nina Becker e Maria Gadú, para cantar apenas “laiá laiá”, enquanto Marcelo D2 e Seu Jorge soltavam a voz – mais D2, já que Seu Jorge também ficou 90% do tempo acompanhando o laiá laiá das meninas. Enfim, faz parte.

Bom ver Skank faturar melhor clipe, com Ainda gosto dela, Débora Teicher o de melhor instrumentista e Seu Jorge como cantor do ano. Marisa Monte levar a categoria cantora e Vanessa da Mata faturar o hit, com Amado, também tiveram gostinhos especiais.

Por fim, o ponto alto da festa. Em uma justíssima homenagem, a pioneira do rock no Brasil, Rita Lee, teve sua obra relembrada, ganhando o prêmio especial das mãos de sua netinha de apenas três anos, que roubou definitivamente a atenção do público, que a aplaudia de pé.

Existem coisas no mundo que nos deixam lisonjeados. Ter a chance de deixar a alma ser totalmente invadida por prazerosos combustíveis chamados de motivação, amor e esperança, todavia, pode ter certeza que é melhor ainda!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Prêmio Multishow 2009 e o homenageado especial

É muito difícil na carreira de um artista existir gratificação maior do que o aplauso do público. Mais emocionante, ainda, é ser ovacionado em uma homenagem, durante um dos mais importantes prêmios da Música brasileira, como o Prêmio Multishow, que, nesta terça-feira, comemora a sua 16ª edição.

Com muito prazer, estarei presente na cerimônia pelo segundo ano seguido, prestigiando aqueles astros que ajudam a compor a trilha sonora da minha vida.

Novamente, o mistério que fica no ar é: quem será o homenageado especial da noite? Sempre guardado a sete chaves, tive a imensa sorte de, em 2008, chutar a pessoa certa.

“Bem que podia ser o Lulu Santos, né?”, comentei com minha companhia, já no Theatro Municipal. Para a minha extrema alegria, pude ver o meu maior ídolo da música nacional, recebendo o merecido carinho.

Agora, para não perder o costume, vou em busca do bicampeonato de futurologia. Tenho evidências e motivos fortes para acreditar que, no Citybank Hall, novo local do evento, quem receberá o troféu especial será...

CAETANO VELOSO

Dessa forma, a organização da festa tentaria amenizar um eventual mal-estar, causado no último ano, quando o cantor baiano foi derrotado pelo vocalista da banda Nx Zero, o jovem Di Ferrero, na categoria “Melhor cantor”.

Além disso, um dos amigos e contemporâneos de Caetano, Gilberto Gil, irá participar da homenagem ao “artista secreto”, informação confirmada pela emissora.

Por fim, faltou verificar a agenda da minha aposta. Ele fez um show, domingo passado, no Recife, e o próximo, programado para a Bahia, será apenas em setembro. Logo, não haveria problemas para ele comparecer ao local.

Em síntese, pode ser que eu erre, no entanto, só iremos descobrir lá, amanhã. Você que vai ficar em casa, pode acompanhar ao vivo, a partir das 21h45, pelos canais Multishow e Globosat HD. Vale a pena assistir, curtir, rir, dançar, cantar e, principalmente, se emocionar!

sábado, 15 de agosto de 2009

Triste é aquele que não gosta da Cultura

Existiu uma época da minha vida em que minha ligação com a Cultura era automática. Desde os tempos de escola, onde as peças eram palco de uma brincadeira de criança, começava a ser desenhado um respeito mútuo entre o meu indivíduo e aquela que me acompanharia por muitos anos.

Não era uma pessoa e nem um objeto, era simplesmente algo como a água: inodoro, insípido e incolor. Aliás, não é bem assim. Aroma tem sim, de amor. Gosto? De felicidade, com a cor dos mais diferentes sentimentos que alguém pode ter.

Com o passar do tempo, os caminhos acabaram sendo desviados por outras paixões que emergiram. Seria inevitável passar uma jornada sem experimentar projetos interessantíssimos, que surgiam e continuam aparecendo a cada minuto, na mesma medida quase em que respiramos o ar que alimenta a nossa alma. O esporte, por exemplo, também teve uma presença marcante, o que não significa que também não possa fazer parte e ser considerado uma forma de arte.

Tudo bem. Confesso que não foram só romances. Ao contrário disso, durante algum momento, entramos em colapso, me obrigando a evocar uma birra e a executar o divórcio de parte das manifestações artísticas. Ou pelo menos eu achava, pois durou pouco, muito pouco. Felizmente, logo depois estava voltando a acompanhar e a fazer parte. Não da mesma forma que antigamente, mas, de jeitos tão saborosos quanto.

Hoje, apesar de saber que ainda passarei por outras situações de amor e ódio com a Cultura, tenho a consciência de que feliz é quem tem ela próxima de si. É como mergulhar em uma piscina de chocolate, com morango nas bordas e retratos dos nossos entes queridos ilustrando a paisagem. Dessa forma, tomando um banho de ensinamentos, entretenimento e experiência, a tendência é que tudo dê certo.

Triste é aquele que não gosta de Cultura. Porque ela é como um ímã. Quanto mais tentamos fugir, mais ela nos atrai novamente.

Dedicado a quem continua peça fundamental no tabuleiro da arte.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Linha de impedimento

Sem poder entrar em campo, como a defesa pode programar uma linha de impedimento?

Abraço suíno

Prestes a enfrentar a seleção brasileira em um jogo de vida ou morte para a Argentina, nas Eliminatórias da Copa do Mundo, o time de Dieguito Maradona suou para vencer a Rússia, de virada, por 3x2, durante um amistoso internacional. Após marcar o gol da vitória, logo após entrar em campo pela primeira vez com a camisa da equipe, o meia não se conteve e atirou o técnico ao chão, com um longo e caloroso – até demais – abraço. Quanto carinho os “nuestros hermanos” têm com o próximo. Principalmente em pleno surto de Gripe Suína no continente. Depois falam dos tricolores...

Túlio Maravilha voltou – voltou?

Voltou? Será? Não é bem assim, pelos menos por enquanto. Continuando a busca incessante pelo milésimo gol, o atacante-andarilho-divertido Túlio Maravilha fechou contrato com o Botafogo... do Distrito Federal! Contanto que a equipe não seja formada por Sarney, Collor, Calheiros e Cia, como dizia Tim Maia, vale tudo!

Na cola do Botafogo

Aproveitando os primeiros momentos com o novo técnico Estevam Soares, o Botafogo já começou a passar por novas experiências durante os treinamentos. Na manhã desta sexta-feira, o volante Jônatas ganhou uma marcação intensa, do auxiliar-técnico, que não desgrudava do jogador. Bem, olhando a tabela, não é só o meia que passa por uma marcação pesada. A zona de rebaixamento também ameaça chegar bem junto do alvinegro. Abre o olho, Fogão!


Golaço

Após 18 rodadas no comando da equipe, recém-promovida para a 1ª Divisão do Brasileirão, o Barueri chegou a 6ª colocação, sendo uma das grandes surpresas da competição. Dessa forma, ele está a apenas dois pontos do G4. Estevam Soares, o ex-técnico da equipe, que agora assume o Botafogo, merece o seu Golaço pelo feito. Agora é tentar surpreender no alvinegro.


Frangaço

Uma incrível queda de produção atinge o Recife. Após disputar a Libertadores da América neste mesmo ano, o Leão do Nordeste despencou no Campeonato Brasileiro, justificando cada vez mais a posição de lanterna da competição. Sport Recife, definitivamente precisa abrir o olho, para não amargar mais esse Frangaço.

Moral da História

Está tudo indo muito bem na campanha pelas Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. Sabendo disso, o Presidente Lula vai embarcar para Copenhague, a fim de assumir o posto de líder da delegação.

Moral da História: “Em time que está ganhando não se meche, Lula...”

Quer sugerir algum assunto para a coluna da próxima semana? Mande um e-mail para ralph@oblogrox.com.br

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O Baixinho vai voltar

A torcida do São Paulo grita que o campeão voltou, já a do Flamengo festeja a volta do Imperador. O que quase ninguém esperava, no entanto, é o retorno de um dos maiores craques do futebol brasileiro, que já tinha declarado aposentadoria: o baixinho Romário.

No auge de seus 43 anos, o atleta demonstrou que já passava a hora de parar, quando realizava exibições bem abaixo do que estava acostumado, nos bons tempos de Vasco da Gama. No entanto, dessa vez, a pressão é bem menor, o nível técnico baixo - segunda divisão do Rio de Janeiro -, e a causa, bastante motivadora. O camisa 11 vestirá o manto sagrado do América-RJ, o clube mais simpático da cidade, time de coração de seu Edevair, pai do atacante.

Não adianta achar que ele brilhará tanto como na Copa de 1994. Não. Ao contrário disso, será surpreendente se o "Peixe" conseguir atuar por mais de 30 minutos, pois a sua forma física anda bem baixa. Por outro lado, só de estar em campo, a equipe rubra tem tudo para crescer, com os adversários passando a ter uma responsabilidade muito maior.

É, torcida americana. O Baixinho vai voltar. E, se tudo der certo, o América-RJ também. Com força total!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

A frustração de uma eliminação sem final

Existem situações que não adianta nem tentar. Arriscar, depois de tantos tombos e frustrações, poderia ser totalmente imprudente, ainda mais levando em conta a quantidade de fagulhas lançadas ao chão. Onde antes existia uma passarela real, hoje virou um ringue de patinação... no fogo.

Em meio a vários escorregões, um dia caminhos foram traçados, promessas foram feitas para nós mesmos, no entanto, infelizmente, ou felizmente, dependendo do ponto de vista do observador, a Comunicação, logo ela que regerá o futuro de nossas profissões, encontrou um ruído que poderia ter sido evitado, da mesma forma que o tempo poderia ter sido trabalhado a nosso favor, e não contrário, como agora.

Por que, para a maioria, é mais fácil deixar o tempo passar para curar todas as dores, em vez de fazer o oposto, encurtá-lo para aproximar? Por que, para alguns, é mais cômodo jogar a toalha de forma precoce pela cisma de achar que não tem mais jeito, e que o jogo estava perdido.

O que essas pessoas não sabem é que a equipe sabia que precisava de resultados, apesar de não ter sido alertada, e, com isso, percebendo que estava prestes a ser eliminada, correu atrás de uma preparação digna de sua personalidade, tentando dar a volta por cima e continuar a busca pelo título.

Uma partida a mais, era tudo o que ela precisava. Ela estava bem preparada e confiante. Chegou a dar sinais disso no último coletivo, perguntando quando teria a próxima concentração. Sabia que podia conquistar o mundo. Porém, para a enorme decepção de todos que batalhavam a favor do time, alguns componentes resolveram encerrar a campanha. O clube estava eliminado, sem nem mesmo ter a chance de disputar a final.

E nisso, as rosas, que adorariam se transformar em troféu, seguem em cima da mesa da concentração, como lembrança de uma final perdida por W.O. E a imprudência de arriscar, essa, quem sabe não seja mais esperta e queira tentar, só por mais um dia, queimar os pés no caminho pelo duelo final?

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

A dança dos técnicos

O Brasileirão nem chegou ainda a sua metade e o mercado de treinadores continua com toda a força. Em meio a tanto entra e sai, campanhas irregularem vêm selando a queda de comandantes de clubes da Série A do Campeonato Brasileiro.

No Botafogo, as últimas partidas colocaram a perder toda a recuperação que o alvinegro vinha esboçando, até pouco tempo atrás. Com derrotas inaceitáveis dentro de casa, Ney Franco foi demitido. Para o seu lugar já estão sendo especulados Vagner Mancini e Waldemar Lemos. O primeiro seria a melhor solução para o momento, enquanto o segundo seria uma forma de regredir, após a "Era Ney".

Quanto ao Coritiba, René Simões mais uma vez não conseguiu se firmar em uma equipe brasileira. A saga do clube paranaense, até então, é fraquíssima, com o sinal de alerta piscando há várias rodadas.

Outro que não resistiu foi o experiente Paulo Cesar Carpegiani, que agora surge como alternativa no Mercado.

Com tudo isso, apenas cinco times seguem com seus líderes desde o início da competição. Até o final do ano, será que algum ainda permanecerá intacto?

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Finalmente, Flu!

Demorou bastante, mas, em compensação, o Fluminense conseguiu uma ótima vitória contra o frágil Sport, no Maracanã, por 5x1, saindo da lanterna da competição. Apesar do placar, o momento é longe de ser festivo. O clube ainda amarga a zona de rebaixamento e tem um caminho dificílimo pela frente, caso queira disputar a Série A de 2010.

Além disso, vale ressaltar que, na última vitória do time, como bem lembrou o comentarista Paulo Cesar Vasconcellos, ainda era outono, o ano letivo estava em andamento e Michael Jackson era vivo! Acrescento, também, que Gugu estava no SBT, Eliana e Justus na Record. Rubinho Barrichello chegava em primeiro lugar, o Pelé era um poeta e Ronaldo Fenômeno um magricelo! Tá bom, a última parte foi apenas para descontrair o ambiente...

Voltando a falar sério, agora é a hora de manter o foco na competição e abrir mão das confusões e problemas políticos. É possível sair dessa situação, contudo, a missão não é das mais fáceis. Basta o Renato Gaúcho não inventar de brincar no Brasileirão!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Nos bastidores do samba: Jorge Aragão

Ta aí uma coisa que eu jamais poderia imaginar. Após passar a minha infância toda ouvindo os CDs desse gênio da música, junto com meu avô, e cantando os seus hits com o grupo "Pediu pra parar", já na adolescência, finalmente realizei um grande sonho, não só por poder ficar lado a lado do poeta, como por ter tido a honra de conversar com ele, tomando aquele tradicional caldinho de feijão do Salgueiro.

Para acompanhar esse interessante bate-papo, basta acessar o link abaixo:

http://www.oreporter.com/detalhes.php?id=8533

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Quanta credibilidade no Senado...

É impressionante como o Senado brasileiro consegue, a cada dia que passa, se superar mais. Na noite desta segunda-feira, a volta das "merecidas" férias (sei...) foi marcada por um debate de altíssimo nível (só se for no tamanho das palavras...) entre ninguém menos do que o ex-presidente deposto Fernando Collor e o ex-presidente do Senado - só não foi deposto porque renunciou antes - Renan Calheiros, além de Pedro Simon.

Tudo girava, ainda, ao redor da renúncia de José Sarney, outro dinossauro da política nacional, envolvido em escândalos tão terríveis quanto o daqueles que querem a sua saída. Uns a favor da saída, outros tentando, na cara de pau, defendê-lo, enfim, um cubo de trapalhadas misturadas com toques de corrupção e fragmentos de madeira, caídas após embates de caras-de-pau.

Enquanto isso, o povo brasileiro segue sofrendo, ao mesmo tempo em que esperam tristemente pela próxima confusão em terras verde e amarelas.

Linha de impedimento

Sexta, sábado, domingo ou segunda, a linha de impedimento sempre será a linha de impedimento!

Deixa a Estônia...

Na última semana, a Estônia, tradicional país europeu (sei...), daqueles que o Brasil está acostumado a realizar grandes exibições em amistosos muito produtivos para "inglês ver", anunciou que fará um amistoso contra a nossa seleção. Além disso, o comunicado dizia que o time verde e amarelo viria com força total, com jogadores como Kaká, Robinho e, ele, Ronaldinho Gaúcho! Só esqueceram de avisar ao Dunga, que não chamou o meia, novamente. Treinador pra quê? Deixa, os estonianos escalam pra gente...

Nem um “Sorín”

Apesar de argentino, é inegável que Sorín foi um grande ídolo do Cruzeiro, com atuações que logo chamaram a atenção da imensa torcida mineira. O jogador, no entanto, percebeu que não vinha rendendo como desejava, desde que se recuperou de uma grave lesão, decidindo, assim, oficializar a sua aposentadoria. Ainda bem que o Mineirão não é uma UPA 24 horas, senão, o “sorín” teria que ser caseiro e feito com água e sal.

Quem dá mais?

Não é só a imensa grana adquirida por Cristiano Ronaldo em sua transferência para o Real Madrid que deixará o português com a conta bancária mais inchada ainda. Ao deixar a cidade de Manchester, na Inglaterra, o atacante colocou a sua humilde residência de sete andares à venda. Dessa forma, atletas do Manchester City duelam para conquistar a compra do imóvel, que tem a liderança do marfinense Touré. Irá o zagueiro continuar a “tourada” em direção à residência?


Golaço

Para ser imperador não precisa usar chuteira, pisar no gramado e muito menos jogar futebol. Nessa semana, o Brasil descobriu simplesmente seu maior atleta da história da natação nacional, que agora acumula uma medalha de ouro olímpica, duas vitórias em Mundiais, com os recordes dos 50m e dos 100m livre. Cesar Cielo, o novo herói brasileiro, também leva o Golaço da natação.

Frangaço

Tem jogador que, de tão desmiolado que é, nem mesmo quando marcam um gol conseguem se livrar de confusões. Isso aconteceu no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro, quando o lateral do Flamengo deixou a sua marca e, ao comemorar, em um ato completamente irresponsável, xingou a própria torcida. Esse já está de saída do Fla. Leonardo Moura, também conhecido como a Perla do Urubu, engole o Frangaço.

Moral da História

Finalmente, ele deu o braço a torcer. Vendo as atuações acima da média de Diego Tardelli, atacante do Atlético Mineiro, o técnico Dunga resolveu incluir o nome do atacante na lista de convocação da seleção brasileira.

Moral da História: “Antes TARDElli do que nunca...”

Quer sugerir algum assunto para a coluna da próxima semana? Mande um e-mail para ralph@oblogrox.com.br